OAB pede ao STJ que retome escolha de indicados

Na semana passada, ministros decidiram não apoiar seis nomes indicados pela ordem dos advogados

FELIPE RECONDO, Agencia Estado

19 de fevereiro de 2008 | 19h48

A Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) enviou nesta terça-feira, 19, um ofício ao Superior Tribunal de Justiça (STJ) pedindo que seja retomado o processo de votação para a escolha de três candidatos indicados pela entidade à vaga de ministro da Corte aberta com a aposentadoria do ministro Pádua Ribeiro. O Conselho da OAB decidiu  insistir nos seis nomes escolhidos entre os advogados e que foram remetidos ao STJ no fim de 2007. Na semana passada, os ministros decidiram não apoiar os nomes e comunicaram à Ordem que nenhum dos indicados obteve o apoio necessário para disputar o cargo.A decisão dos ministros abriu uma crise entre as duas instituições. Na segunda, o presidente do STJ, ministro Raphael de Barros Monteiro Filho, chamou o presidente nacional da OAB, Cezar Britto, para uma tentativa de acordo. Depois da conversa e da promessa feita por Monteiro Filho de que a relação de nomes seria respeitada, a OAB decidiu abrandar o tom e apenas pedir ao tribunal que a votação fosse retomada. Caso os ministros decidam, novamente, não apoiar a listagem, a entidade promete entrar com um mandado de segurança no próprio STJ. Caso o pedido seja negado, os advogados vão ao Supremo Tribunal Federal (STF) contra a resolução dos ministros.

Tudo o que sabemos sobre:
judiciário

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.