OAB e Conselho de Psicologia fazem blitze em hospitais psiquiátricos

A Comissão Nacional de Direitos Humanos da Ordem dos Advogados doBrasil (OAB) e o Conselho Federal de Psicologia realizaram nesta quinta-feira uma vistoria em clínicas e hospitais psiquiátricos de 16 Estados. Oobjetivo das blitze era mapear o atendimento prestado a pessoas quesofrem de distúrbios mentais, após uma série de denúncias de abandono emaus-tratos vindos de todo o País.Em São Paulo, a força-tarefa encontrou dois irmãos ? um homem e umamulher, ambos adultos ? que não deveriam estar internados. Os doisrespondem a ação de interdição na Justiça, e foram encaminhados aoHospital Charcot, na região do Sacomã, na zona sul, para seremsubmetidos a uma avaliação psiquiátrica. O laudo aponta que não hánecessidade de internação. No entanto, eles estão no local há cerca de90 dias.?Vou acionar uma equipe para colher mais informações, mas os indíciosapontam para negligência das autoridades?, comentou o vice-presidenteda Comissão de Direitos Humanos da OAB de São Paulo, Hédio SilvaJúnior. A equipe também afirmou que a clínica psiquiátrica vistoriada nacidade de São Paulo não funciona dentro dos padrões adequados dehigiene. Além disso, o número de técnicos responsáveis pelo atendimentodos 200 pacientes estaria abaixo dos padrões. Também faltam, segundo aOAB, atividades de terapia ocupacional. ?Iremos entrar com uma representação no Ministério Público requerendo a instalação de inquérito civil público para apurar a situação desta clínica?, garantiu Silva Júnior. A administração do Charcot se disse surpresa com a visita da força-tarefa, e julgou ?precipitadas? as medidas anunciadas pelo representante da OAB. De acordo com o gerente administrativo da associação que mantém o hospital, Danilo Almakul, ospacientes internados de forma irregular só podem ser liberados pelaJustiça. A Comissão Nacional de Direitos Humanos da OAB colocou o direito dosdoentes mentais como prioridade em suas ações deste ano. A entidadepromete intensificar as vistorias em todo o País. De acordo com umbalanço nacional, os principais problemas encontrados durante vistoriaforam falta de mão-de-obra especializada e também de medicamentos.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.