OAB critica atuação vergonhosa do Congresso

O presidente nacional da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), Roberto Busato, afirmou nesta segunda-feira que o atual Congresso "talvez seja o mais vergonhoso da história do País". Para ele, isto se deve ao fato de a CPI dos Sanguessugas ter revelado a extensão do comprometimento do Congresso com a máfia das ambulâncias.Busato disse que a CPI, ao investigar grande quantidade de parlamentares, colocou "um ponto final de um período negro do Congresso Nacional". "É um absurdo o que aconteceu dentro do País", afirmou.Além de comentar o esquema sanguessuga, o presidente da OAB classificou como um descalabro da vida pública brasileira o escândalo ocorrido no Estado de Rondônia. Na semana passada, autoridades foram presas numa investigação que apura desvio de milhões de reais dos cofres públicos. "É o exemplo maior da impunidade e da corrupção generalizada deste país", afirmou. "Parece que o clima de corrupção que se instalou em Brasília acabou se espraiando e lá em Rondônia encontrou campo fértil", disse. "Nunca vi e perguntei aos mais antigos da OAB, que afirmaram também nunca terem visto, um presidente de TJ ser preso em flagrante, o presidente da Assembléia ser preso, o candidato a vice-governador preso, membros do Ministério Público presos, membros do Tribunal de Contas presos", concluiu.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.