Edson Lopes Jr/Divulgação
Edson Lopes Jr/Divulgação

'O PT está no fundo do poço', afirma Geraldo Alckmin

Governador de São Paulo disse que é preciso evitar que 'Brasil vá junto' e mostra preocupação com preservação do emprego no País

LUCIA MOREL e KLEBER CLAJUS, O Estado de S.Paulo

30 de julho de 2015 | 02h03

O governador de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSDB), afirmou nessa quarta-feira, 29, que "o PT está no fundo do poço e temos que evitar que o Brasil vá junto", em visita a Campo Grande, a convite do governador de Mato Grosso do Sul, Reinaldo Azambuja (PSDB).

"Nós temos que preservar os empregos no momento de crise. No mês passado, mais de 110 mil brasileiros perderam seus empregos. Temos que preservar e criar empregos. Esse vai ser nosso foco para ajudar neste momento", disse.

Alckmin confirmou presença em reunião hoje com a presidente Dilma Rousseff, em Brasília, momento em que promete pedir atenção do governo federal na manutenção e preservação dos postos de trabalho em todo Brasil.

 

Tudo o que sabemos sobre:
crise políticaAlckminemprego

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.