O jornal USA Today admite fraudes de repórter

O jornal USA Today disse hoje terdescoberto fortes evidências de que seu ex-correspondenteinternacional Jack Kelley fabricou fatos em pelo menos oitograndes reportagens. "Como instituição, falhamos com nossosleitores ao não reconhecer os problemas de Jack Kelley. Por isso peço desculpas", disse o publisher do diário, Craig Moon. Segundo os editores que investigaram o trabalho do jornalista Kelley "roubou" aspas e informações de outras publicações,mentiu em palestras que deu em nome do USA Today e conspiroupara dificultar a investigação sobre seu trabalho. Em 2000, ele publicou um texto e uma foto com a história deuma cubana que teria morrido tentando fugir do país pelo mar. Sóque ela nunca tentou fugir e foi localizada viva pelo jornal nomês passado. Outras matérias contestadas incluem o relato de umanoite com terroristas egípcios e uma busca em alta velocidade aoterrorista Osama bin Laden. Kelley pediu demissão em janeiro depois de admitir queconspirou com um tradutor para enganar os editores queinvestigavam seu trabalho. O caso já havia vindo a público, massó agora o jornal admitiu a falha. Kelley disse que nuncafabricou ou plagiou fatos. Em 21 anos de carreira no jornal, elefoi nomeado cinco vezes para o Prêmio Pulitzer.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.