Dida Sampaio/Estadão
Dida Sampaio/Estadão

'O importante é fortalecer a Petrobrás', diz presidente do PT sobre a saída de Graça

Rui Falcão enfatiza que não há denúncias contra executiva e defende valorização da estatal

Ricardo Della Coletta, O Estado de S. Paulo

04 Fevereiro 2015 | 15h03

Brasília - O presidente do PT, Rui Falcão, afirmou nesta quarta-feira, 4, que as mudanças na diretoria da Petrobrás são para "fortalecer a empresa". "Havia muitas críticas e desgaste", disse Falcão ao deixar reunião da bancada do PT na Câmara dos Deputados. Falcão ressaltou que não há nenhum desvio ético da ex-presidente Graça Foster, que renunciou ao cargo, segundo ofício da própria estatal.

Ao ser questionado sobre a saída da executiva, Falcão disse que o importante é "fortalecer a Petrobrás e mostrar que é uma empresa com recursos para o futuro do País". "Há uma tentativa grande de desmerecer a Petrobrás como empresa pública", disse.


Falcão fez ainda uma defesa de medidas tomadas pela companhia nos últimos anos. Uma delas é a política de conteúdo nacional que, segundo Falcão, garante empregos e o crescimento do País. "Não concordamos com a ideia de alguns analistas de privatizar a Petrobrás e de retirar da empresa a condição de operadora única do pré-sal", disse.

Falcão evitou comentar o processo de escolha da nova diretoria. Mas disse que é necessário levar em conta "políticas tratadas até aqui". "Não vou opinar sobre qual vai ser a nova diretoria. Porque acho que tem de ser pessoas com compromisso com essas premissas", afirmou.

Questionado se a troca de Graça deveria ter ocorrido antes, Falcão respondeu: "não me cabe dizer se isso deveria ter sido feito antes ou depois".

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.