O grande herói negro depois de Zumbi

"Morrer sim, entregar-se jamais." A frase nunca foi dita por algum herói da história oficial brasileira, mas é de autoria de uma mulher, negra e escrava, conhecida apenas por nome e apelido: Mariana Crioula. As palavras resumem o sentimento de liberdade de mais de 300 escravos rebelados em Vassouras, no centro-sul fluminense, em 1838. Maria Crioula e o marido, Manuel Congo, tornaram-se rei e rainha do maior levante de escravos registrado no Rio no século XIX, que hoje está esquecido nos escaninhos da memória nacional. O grande herói negro depois de ZumbiLevante foi o maior ocorrido na área rural Processo contra Manuel Congo será recuperado

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.