Núcleo tucano já definiu tropa de choque de Serra

Missão deles será responder a críticas dos adversários, defender discursos do candidato e passar informações à imprensa

Carol Pires e Ana Paula Scinocca, de O Estado de S.Paulo

08 de abril de 2010 | 13h56

O núcleo da pré-campanha do PSDB à Presidência definiu nesta quinta-feira, 8, um grupo de políticos para atuar como tropa de choque do candidato José Serra nesta fase da campanha. Em conversas com o presidente do partido, senador Sérgio Guerra (PE), já ficaram definidos cinco nomes de políticos do próprio PSDB e dos aliados DEM e PPS. A missão desses interlocutores será responder a eventuais críticas dos candidatos adversários, defender discursos do candidato e passar informações sobre a campanha à imprensa.

 

Veja também:

Radar Político: Ana Hickmann será mestre de cerimônias de festa do PSDB

 

Pelo DEM, falarão os deputados José Carlos Aleluia (BA) e Paulo Bornhausen (SC). Líder do PSDB na Câmara, o deputado João Almeida (BA), já foi escalado. Pelo PPS, o deputado Fernando Coruja (SC) também já foi convocado. Outros nomes serão definidos nos próximos dias pelos presidentes do PSDB, do DEM, deputado Rodrigo Maia (RJ), e do PPS, Roberto Freire. Senadores dos três partidos devem completar a equipe.

 

A festa de lançamento da pré-candidatura de Serra está marcada para as 9h no espaço Brasil XXI, em Brasília. Estrela do evento, José Serra só deverá chegar por volta do 12h para fazer uma entrada “triunfal”, nas palavras de um aliado.

 

José Serra anunciará a pré-candidatura neste sábado, 10, em evento da coligação PSDB, PPS e DEM. Os presidentes das três legendas farão breves discursos. O presidente de honra do PSDB, Fernando Henrique Cardoso está confirmado como orador, assim como o ex-governador de Minas, Aécio Neves.

 

Atualizada às 19h24

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.