Novos setores poderão prestar informações ao Coaf

O secretário executivo do Ministério da Fazenda, Nelson Machado, informou hoje que novos setores econômicos poderão ser obrigados a prestar informações relativas a transações econômicas ao Conselho de Controle de Atividades Financeiras (Coaf). Durante a solenidade de comemoração dos 10 anos de criação do Coaf, Machado criticou alguns setores que são obrigados a prestar informações mas "ainda se mostram alheios". O secretário-executivo preferiu não citar quais seriam estes setores.Hoje são obrigados a prestar ao Coaf informações sobre operações financeiras os seguintes setores: bancos, administradoras de cartões de créditos, joalherias, empresas que vendem objetos de arte e antiguidades, factoring, loterias e sorteios, seguradoras, previdência complementar e bolsas de mercadorias e valores. Em 2007, o Coaf recebeu 335 mil comunicações provenientes desses setores. Machado afirmou ainda que as empresas que se beneficiam de lavagem de dinheiro, ou foram criadas com essas finalidade, obtêm uma vantagem injusta em relação às concorrentes.

FERNANDO NAKAGAWA E ADRIANA FERNANDES, Agencia Estado

03 de março de 2008 | 16h46

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.