Reuters e Estadão
Reuters e Estadão

Novos nomes da política são tema de minissérie de podcasts do Estadão

'Política Sub30' vai apresentar dez novos parlamentares eleitos em 2018 a partir de 2 de dezembro

Redação, O Estado de S.Paulo

29 de novembro de 2019 | 10h34

O alto índice de renovação registrado pelas Casas Legislativas do País em 2018 levou caras novas ao Congresso e Assembleias, mas não alterou, de forma significativa, a faixa etária dos políticos. Parlamentares com menos de 30 anos ainda são minoria, por exemplo, na Câmara dos Deputados, onde somente 2,7% das vagas são ocupadas por jovens dessa idade. 

Mas os representantes da Política Sub30, aos poucos, têm conseguido superar as estatísticas, mudando práticas e oxigenando o debate sem radicalismos, seja à direita ou esquerda. Aqui nessa minissérie de podcasts do Estadão você vai conhecer a trajetória, ainda curta, mas não por isso vazia, de alguns desses parlamentares, federais ou estaduais.

Vai saber, por exemplo, o que Kim Kataguiri (DEM-SP) estava fazendo quando resolveu criar o Movimento Brasil Livre (MBL) com os amigos, como é a rotina de Felipe Rigoni (PSB-ES), que diz ser conhecido não por ser cego, mas porque estudou para ser político, ou ainda os ensinamentos que Tábata Amaral (PDT-SP) levou da periferia de São Paulo a Harvard, uma das renomadas universidades do mundo, onde cursou Astrofísica. Aliás, ela explica aqui o que é isso...

Felipe Francischini (PSL-PR), João Campos (PSB-PE), Luisa Canziani (PTB-PR) e Isa Penna (PSOL-SP), entre outros, também passaram por aqui. Ao longo de dez episódios te contaremos ainda um pouco sobre a vida pessoal desses jovens políticos. O que fazem nos momentos de lazer, que tipo de música curtem, o que leem e como imaginam suas vidas do futuro. 

Os repórteres de Política Adriana Ferraz e Paulo Beraldo te apresentam essas novas caras da política a partir desta segunda-feira, dia 2. O roteiro é de Clara Rellstab e a edição, de Ana Paula Niederauer e também de Clara. Baixe os podcasts em sua plataforma de streaming preferida ou diretamente pelo site do Estadãowww.estadao.com.br

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.