Novo presidente do PSDB, Guerra critica PT em discurso

Em seu primeiro discurso como presidente eleito do PSDB, o senador Sérgio Guerra (PE) condenou hoje o que chamou de "tentativa" do governo e do PT de "manipular a população" com a criação da TV Pública. "Eles querem a TV Estatal para manipular as pessoas pobres. Precisamos combater esse processo autoritário", afirmou.Guerra também condenou o que chamou de "forças do atraso" e defendeu o enfrentamento de forças populistas na América Latina, citando como exemplo o governo de Hugo Chávez, na Venezuela. "Temos de enfrentar o armamento da Venezuela. Temos de combater aqueles que não compreendem a democracia", disse.Além de Guerra, integram a nova Executiva do PSDB, eleita no 3º Congresso Nacional da legenda, a senadora Marisa Serra (MS), eleita primeira vice-presidente do partido, e o deputado Rodrigo de Castro (MG), escolhido novo secretário-geral da sigla. Para a vaga de Castro era cotado inicialmente o deputado Gustavo Fruet (PR). Ele ficou de fora com a promessa de disputar a liderança do partido na Câmara. Além de Fruet, o deputado José Aníbal (SP), que foi líder do governo Fernando Henrique Cardoso, disputa a liderança tucana.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.