Novo prefeito reduz secretarias em Sorocaba

O engenheiro Antonio Carlos Pannunzio (PSDB), de 69 anos, reassumiu hoje a prefeitura de Sorocaba. Ele já havia sido prefeito de 1989 a 1992. Pannunzio reduziu de 23 para 20 o número de secretarias, extinguindo as pastas de Cidadania, Juventude, Parcerias e Comunicação. Em contrapartida, criou a Secretaria de Desenvolvimento Social. O novo prefeito recebeu o cargo do antecessor Vitor Lippi, também do PSDB, a quem fez um elogio. "A Sorocaba que recebo hoje é infinitamente melhor do que a que herdei em 1989." A cidade, de 600 mil habitantes, passa a ser a maior do Estado a ter um governo tucano.

JOSÉ MARIA TOMAZELA, Agência Estado

01 de janeiro de 2013 | 17h46

O novo prefeito vai administrar um orçamento de R$ 1,8 bilhão e, entre as prioridades, pretende construir um novo hospital na zona norte, criar um sistema de transporte coletivo baseado nos ônibus rápidos (BRT) e reduzir o déficit habitacional. Pannunzio deve anunciar nos próximos dias medidas para melhorar o atendimento na saúde e abrir mais vagas em creches. Também deve intervir no sistema viário para desafogar o trânsito nos principais corredores.

Na Câmara, o prefeito tem dez dos 21 vereadores, mas deve negociar para conseguir bancada majoritária. A cerimônia de transmissão de cargo atrasou quase uma hora por falta de energia. De acordo com a Companhia Piratininga de Força e Luz (CPFL), o apagão foi causado por um carro que colidiu contra um poste.

Tudo o que sabemos sobre:
prefeituraSorocabaPannunzio

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.