Novo ministro da Saúde é economista

O novo ministro da Saúde, Barjas Negri, assim como seu antecessor, José Serra, não é médico. Paulista de Piracicaba, Barjas Negri é formado em economia pela Universidade Metodista de Piracicaba (Unimep) e é mestre e doutor em economia pela Unicamp. É considerado pelos tucanos um bom administrador de orçamentos.Em 1997, quando integrava a equipe de Paulo Renato no Ministério da Educação, Barjas Negri foi o responsável pela criação do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento do Ensino e Valorização do Magistério (Fundef). Foi deslocado para o Ministério da Saúde por indicação do presidente Fernando Henrique Cardoso que o convocou para trabalhar em conjunto com o ministro Carlos Albuquerque. Fernando Henrique queria a ajuda de Barjas Negri para arrumar o endividado caixa da Saúde.Após assumir o Ministério da Saúde em 1998, Serra manteve Barjas Negri no cargo de secretário-executivo. Os dois são amigos há mais de 20 anos, desde a época em que Serra ocupou a secretaria de Planejamento no governo de Franco Motoro, em São Paulo.Barjas Negri é casado com Sandra, uma professora de história do colégio público professor Melo Aires, que conheceu em Piracicaba e com quem tem três filhos - Daniel, 23 anos, Lícia, 21 anos, e Marina, 20 anos. Na cidade do interior paulista, ele foi secretário de Educação e de Planejamento. Atuou também como coordenador de Políticas Sociais e de Planejamento e Avaliação do Governo de São Paulo, coordenador de Planejamento da Unicamp e secretário-executivo do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.