Novo líder diz que PT vai discutir autonomia do BC

O novo líder do PT, Arlindo Chinaglia, disse que a bancada do partido vai se antecipar na discussão da proposta de autonomia do Banco Central, debatendo o assunto internamente. Segundo ele, o ritmo dessa discussão vai depender do próprio governo quanto ao encaminhamento ou não da proposta ao Congresso. "Historicamente o PT sempre entendeu que a autonomia tem que estar condicionada a um poder legitimado. E pelo que entendi das intervenções públicas do ministro Palocci, quando ele fala em autonomia é também definindo funções e isso significa que há limites", afirmou. Para a semana que vem, Chinaglia programou seminário para que a bancada discuta os projetos de biossegurança, de Parceria Público-Privada e da reforma paralela da Previdência.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.