Novo líder de Lula não vê problema em ter sido ministro de FHC

O senador Fernando Bezerra (PTB-RN) disse nesta terça-feira que não sente constrangimento em aceitar o convite do presidente Luiz Inácio Lula da Silva para assumir o cargo de líder do governo no Congresso por ter sido ministro da Integração Nacional durante o governo Fernando Henrique Cardoso. Segundo ele, assim como o governo Lula, FHC também lutou pela reformas tributária, previdenciária, trabalhistas, por uma economia sustentável e um Poder Judiciário democrático. Bezerra disse que durante a campanha presidencial o PTB apoiou a candidatura Ciro Gomes no primeiro turno e no segundo turno, a candidatura Lula.Como líder do governo no Congresso, Bezerra disse que o maior desafio será a busca da redução das desigualdades regionais e socais e do crescimento econômico. "Precisamos fazer o País crescer", afirmou ele, que acompanhou os dirigentes da Câmara Brasileira da Indústria da Construção (CBIC) numa reunião com o Ministro da Fazenda, Antônio Palocci.Bezerra considerou natural a insatisfação do PMDB que perdeu o cargo da liderança. "O PMDB não está errado. É papel do partido lutar pelo seu espaço de cada, como o meu partido também está certo em buscar o seu espaço. Estamos na mesma base do governo", disse. "Eu pessoalmente não postulei nada. Fui convidado".

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.