Novo anticoagulante chega ao Brasil em 2002

O medicamento Arixtra (fondaparinux sódico), pesquisado e desenvolvido pelo laboratório francês Sanofi-Synthélabo e o holandês Organon (Akzo Nobel), chega ao mercado brasileiro em junho de 2002.O Arixtra é um anticoagulante de última geração para prevenção de tromboses venosas e arteriais e disputará no Brasil um mercado de US$ 5 milhões a US$ 7,5 milhões anuais.Na semana passada, o Arixtra obteve aprovação da Food and Drug Administration (FDA), dos Estados Unidos, que abreviou o processo de registro porque a droga é 50% mais eficiente do que outros medicamentos disponíveis.Mas o registro na Europa, terra natal do Arixtra, ainda não foi liberado. No Brasil, o registro foi pedido à Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) em outubro.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.