Novela agora muda horário de comício em Salvador

O candidato do PT à prefeitura de Salvador, Nelson Pelegrino, decidiu antecipar das 20h para as 19h o comício que terá a participação da presidente Dilma Rousseff, marcado para sexta-feira (19). A decisão foi tomada para evitar coincidência do ato político com o horário do último capítulo da novela Avenida Brasil, da TV Globo, que vai ao ar justamente naquela dia. Pelegrino disputa o segundo turno da eleição com o candidato Antonio Carlos Magalhães Neto (DEM).

JOÃO DOMINGOS, Agência Estado

17 de outubro de 2012 | 10h57

Prevenido de que a concorrência do comício com a novela é dura, mesmo com a rara presença da presidente da República, o comitê de Pelegrino optou ainda por instalar um telão no local. O comício foi programado para o populoso bairro de Cajazeiras (cerca de 650 mil habitantes), no subúrbio de Salvador. Caso não dê tempo para que as pessoas voltem para casa antes do início da novela, elas poderão assistir ao último capítulo de Avenida Brasil no próprio local do comício.

O comitê de Pelegrino informou que a antecipação do horário do ato político ocorreu para evitar a concorrência do folhetim da TV Globo e também porque a presidente disse que pretende deixar Salvador logo depois de seu discurso. O governador da Bahia, Jaques Wagner (PT), tentou levar Dilma a Salvador no dia 12, logo no início da campanha para o segundo turno. Queria causar grande impacto na população de Salvador, que no primeiro turno deu a vitória para ACM Neto por uma pequena margem de votos. Mas era feriado.

Ajuda

Dilma decidiu ajudar pessoalmente três candidatos que disputam o segundo turno. Além do comício de Pelegrino, ela participará no sábado (20) do comício do petista Fernando Haddad, em São Paulo; na segunda (22), vai até Manaus dar a mão para a senadora Vanessa Grazziotin (PC do B), que disputa a prefeitura com o ex-senador e ex-líder tucano Arthur Virgílio, desafeto declarado do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

Pelos planos iniciais do Palácio do Planalto, o comício em São Paulo ocorreria na sexta-feira (19) e o de Salvador, no sábado (20). Mas o PT paulistano pediu - e Dilma cedeu - que houvesse mudança na data. O principal motivo também foi o último capítulo da novela. Houve receio de que o público preferisse ver as estripulias dos personagens Carminha (Adriana Esteves) e Nina (Débora Falabella) à pregação do candidato e da presidente, e o comício fosse esvaziado. As informações são do jornal O Estado de S.Paulo.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.