Nove pessoas são detidas por crime eleitoral no Paraná

Apenas nove pessoas haviam sido detidas até as 16 horas da tarde de hoje no Paraná. Uma delas, em Ibiporã, no norte do Estado, foi detida no início da manhã por se recusar a substituir um mesário que não compareceu. O homem teria iniciado uma confusão na seção eleitoral e a polícia foi chamada para acalmar os ânimos e detê-lo. Em Maringá, no noroeste, uma delegada de partido acabou detida por portar crachá em tamanho bem maior do que o permitido pela legislação.

EVANDRO FADEL, Agência Estado

31 de outubro de 2010 | 16h25

Quatro pessoas foram detidas em Curitiba, em razão de estarem com carros estacionados nas proximidades de locais de votação com um número grande de adesivos. Em Almirante Tamandaré, na região metropolitana de Curitiba, dois foram detidos ao fazerem boca de urna. A nona pessoa acabou presa em Sapopema, no norte do Estado, por estar com uma arma sem documentação de porte. Ela não estava próxima de local de votação, mas sua prisão foi registrada pelo Tribunal Regional Eleitoral (TRE). De acordo com a assessoria do órgão, é a eleição mais tranquila dos últimos anos.

Tudo o que sabemos sobre:
Eleições 20102º turnoprisãoPR

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.