Nova tentativa de CPI deixa governo alerta

Depois de sepultar a CPI da Corrupção no Congresso, o Palácio do Planalto foi surpreendido pelo rápido avanço dos partidos de oposição para criar uma comissão de investigação exclusiva do Senado. Ontem, enquanto eram contabilizadas 22 assinaturas - são necessárias 27 -, os operadores políticos do governo despertaram para o perigo iminente e já traçaram uma estratégia para abortar a nova investida da esquerda. A partir de segunda-feira, interlocutores do Planalto farão um pesado trabalho de convencimento com os senadores que assinaram o requerimento da CPI, reafirmando o discurso de que a investigação do Congresso interessa apenas aos partidos de oposição.Leia mais no site do Estado

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.