Nova secretária da Justiça de SP quer reunião com MST

Na tentativa de conseguir uma trégua do Movimento dos Trabalhadores Sem-Terra (MST), que até ontem hoje tinha invadido três fazendas e um prédio público no interior, a nova secretária de Justiça e da Defesa da Cidadania do Estado de São Paulo, Eloísa de Souza Arruda, decidiu convocar as lideranças dos movimentos sociais de luta pela terra para uma reunião em São Paulo.

JOSÉ MARIA TOMAZELA, Agência Estado

07 de janeiro de 2011 | 18h29

No encontro, agendado para a próxima terça-feira, na sede da secretaria, no Pátio do Colégio, a secretária vai apresentar a política estadual de arrecadação de terras para novos assentamentos. O diretor-executivo do Instituto de Terras do Estado de São Paulo (Itesp), Marco Pilla, apresentará a atual situação fundiária do Estado.

A secretária pretende ouvir as reivindicações e propostas dos sem-terra. Além do MST, a nova titular da Secretaria de Justiça encaminhou convite para o presidente do Movimento dos Agricultores Sem-Terra (Mast), Lino de Macedo. "Recebi (o convite) e vamos decidir se participamos", disse o líder hoje à tarde.

O Mast é um dos movimentos que se uniram à ala do MST liderada por José Rainha Júnior e está na disputa pelos 92,6 mil hectares de terras do 15º Perímetro, no Pontal do Paranapanema, consideradas devolutas por decisão do Superior Tribunal de Justiça (STJ). Rainha também recebeu o convite, encaminhado ainda para a direção estadual do MST. O movimento não informou se mandará representante.

Tudo o que sabemos sobre:
sem-terrareforma agráriaMSTSP

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.