Nova governadora do DF se reunirá com Alckmin

A nova governadora do Distrito Federal, Maria de Lourdes Abadia (PSDB), afirmou neste domingo que deverá se reunir na próxima segunda ou terça-feira, em Brasília, com o pré-candidato do partido à Presidência República, o ex-governador paulista Geraldo Alckmin. "Também já está pré-agendado um encontro com o presidente nacional do PSDB, Tasso Jereissati", disse a governadora, que assumiu o Palácio do Buriti na sexta-feira, em substituição ao ex-governador Joaquim Roriz (PMDB), que deixou a administração do DF para concorrer nas eleições de outubro - provavelmente a uma vaga no Senado.Maria de Lourdes deverá conversar com as lideranças tucanas sobre sua possível candidatura à reeleição no Distrito Federal. Se ela, efetivamente, for candidata, Alckmin pode vir a ter mais de um palanque na capital federal, já que o PFL também pode ter candidato próprio. Atualmente, dois nomes do PFL de Brasília disputam a indicação para concorrer ao cargo de governador: o senador Paulo Octávio e o deputado federal José Roberto Arruda."Acho que com a habilidade que Alckmin tem, ele vai ter muitos palanques aqui. Vários partidos têm manifestado simpatia e apoio a ele", disse a governadora, em entrevista coletiva após participar da solenidade da troca da bandeira nacional, na Praça dos Três Poderes.Dentre os principais partidos que compunham a base de Roriz no Distrito Federal, o PMDB (partido do ex-governador) também pode ter candidato próprio na disputa pelo Buriti. Dentre os nomes cotados estão o do ex-ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Maurício Correa e o do deputado federal Tadeu Filippelli.Maria de Lourdes não descarta, porém, a possibilidade de se buscar um entendimento entre esses três partidos na eleição de outubro no DF. "Precisamos ver se teremos palanques separados ou se haverá a possibilidade de se tecer uma grande unidade", afirmou.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.