Wilson DIas/EFE
Wilson DIas/EFE

Nova força-tarefa vai atuar em desdobramentos da Lava Jato

Investigações relativas a fraudes e corrupção na estatal Eletronuclear tramitam no Rio e investigam crimes de corrupção, evasão de divisas e lavagem de dinheiro

Isadora Peron, O Estado de S.Paulo

08 de junho de 2016 | 20h13

BRASÍLIA - O Conselho Superior do Ministério Público Federal autorizou nesta terça-feira, 8, a criação de uma força-tarefa para atuar nos desdobramentos da Operação Lava Jato que tramitam na Procuradoria da República do Rio de Janeiro.

Atualmente, estão no Rio as investigações relativas a fraudes e corrupção na estatal Eletronuclear. O caso, chamado de “eletrolão”, investiga crimes de corrupção, evasão de divisas e lavagem de dinheiro.

Em março, o Supremo Tribunal Federal decidiu que o caso deveria ficar mesmo com a Justiça do Rio e não com o juiz Sérgio Moro, da 13ª Vara Federal de Curitiba.

A força-tarefa terá duração de três meses e contará com o trabalho dos procuradores José Augusto Simões Vagos, Eduardo Ribeiro Gomes El-Hage e Lauro Coelho Júnior.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.