Nova diretoria da PF vai combater crime organizado

A partir de segunda-feira, a Polícia Federal terá uma diretoria exclusiva para combater o crime organizado. A nova diretoria, criada dentro de um processo de reestruturação da PF, vai concentrar as coordenações de repressão a entorpecentes, ao tráfico de armas e aos crimes patrimoniais e financeiros."Estamos criando um setor especializado, reforçando nossas ações em diversas áreas que hoje estão ligadas à Diretoria de Polícia Judiciária", afirmou o diretor-geral da PF, Paulo Lacerda.A super-delegacia, como já vem sendo chamada entre os policiais federais, terá entre seus objetivos principais combater o tráfico de drogas e de armas. Segundo Lacerda, cada superintendência estadual da PF terá que criar um departamento próprio, com agentes e delegados especializados."As unidades regionais terão como meta o combate ao tráfico de armas, que hoje é responsável por boa parte da criminalidade no País", diz o diretor da PF. "Nós temos diversos tipos de crime onde as armas ilegais se tornam uma incidência paralela que nunca é investigada."

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.