Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Estadão Digital
Apenas R$99,90/ano
APENAS R$99,90/ANO APROVEITE

Nova composição da Executiva do PT enfraquece Marta

A nova composição da Executiva Nacional do PT, eleita hoje em encontro do partido em Brasília, reduziu o espaço do grupo ligado a Jilmar Tatto e, por tabela, enfraqueceu a ministra do Turismo, Marta Suplicy (PT-SP), ligada ao deputado paulista. Na renovação petista, a ministra deixou de integrar o diretório nacional.Petistas ligados a Tatto consideram que a pequena representação do grupo na Executiva é uma estratégia do grupo majoritário para as eleições de 2010. Com o apoio de seu grupo na Executiva, a ministra Marta Suplicy poderia crescer na disputa pela candidatura petista à presidência da República. Mas, com o resultado de hoje, quem ganhou espaço foi o grupo do deputado José Eduardo Cardozo (PT), eleito secretário-geral, e do ministro da Justiça, Tarso Genro. A Executiva foi eleita pelo diretório que tomou posse hoje, com 51 votos contra 28.Nos bastidores, petistas contam que a exclusão do grupo de Tatto foi uma estratégia para sinalizar, interna e externamente, que o partido busca a renovação, procurando uma composição com grupos que têm posição mais visível na defesa da ética. "Foi uma mudança na linha que o partido vinha conduzindo até agora e que propiciava alguns impasses", afirmou Genro, comemorando a eleição de Cardozo para o segundo cargo mais cobiçado no PT. O ministro citou a definição do Código de Ética do partido como um dos pontos centrais da mudança petista. Até julho, o partido deverá começar as discussões do Código de Ética petista.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.