Noticiário desfavorável a Dilma sobe para 46%, diz Ibope

A pesquisa CNI/Ibope divulgada nesta manhã revelou que, para os entrevistados, o noticiário mais desfavorável ao governo Dilma Rousseff subiu de 32% para 46% entre os meses de março e junho. No caso das notícias mais favoráveis, elas caíram no período de 15% para 11%. Aqueles que consideram que o noticiário não é nem favorável nem desfavorável caiu de 34% para 30%.

ANNE WARTH E RICARDO BRITO, Agência Estado

19 Junho 2014 | 11h21

Para os entrevistados, a Copa do Mundo é o tema mais lembrado, com 38% das menções. Em segundo lugar, com 36%, estão as manifestações, índice bem menor do que em julho do ano passado, período em que ocorreram grandes atos públicos da população país afora, que foi de 63%. As greves surgem em terceiro lugar, com 17% das citações. No quarto lugar, estão as lembranças de corrupção ligadas diretamente ao governo federal, com 14%.

O levantamento foi realizado entre os dias 13 e 15 deste mês, com 2.002 pessoas em 142 municípios. A pesquisa tem margem de erro de dois pontos percentuais para mais ou para menos.

Mais conteúdo sobre:
DilmapesquisaIbope

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.