Nota presta solidariedade a Miguel Reale

O presidente da Comissão de Direitos Humanos da Câmara dos deputados, deputado Orlando Fantazzini (PT-SP), distribuiu hoje nota entitulada "Traição aos Direitos Humanos" em que presta solidariedade ao ministro demissionário da Justiça, Miguel Reale Junior, e critica o arquivamento do processo de intervenção no Estado do Espírito Santo."Esse vergonhoso recuo aumentará os riscos de vida para todos os que vêm contribuindo com a Justiça e o combate ao crime organizado no Estado. As autoridades responsáveis por tal decisão passam a ser moralmente responsáveis pelo que vier a acontecer com os capixabas que tiveram a coragem de denunciar os criminosos infiltrados no Estado", afirma a nota. Orlando Fantazzini é membro do Conselho de Direitos Humanos da Pessoa Humana que aprovou na semana passada a recomendação para a intervenção no Espírito Santo.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.