Nomeação de Segovia como adido na Itália será publicada amanhã no DOU

Ex-diretor-geral da PF foi informado apenas na terça-feira que não estava mais no cargo

Carla Araújo, O Estado de S.Paulo

28 Fevereiro 2018 | 19h28

Demitido na última terça-feira do cargo de diretor-geral da Polícia Federal, Fernando Segovia passará a atuar como adido especial na Itália e a nomeação estará publicada amanhã no Diário Oficial da União, segundo apurou o Estadão/Broadcast

Nesta quarta-feira, em entrevista à Rádio Jovem Pan, o presidente Michel Temer anunciou que Segovia será transferido para Roma e disse que a saída de Segovia do cargo, anunciada com a migração de Raul Jungmann para o Ministério da Segurança Pública, foi um ajuste. "Não houve exatamente uma dispensa, houve um ajustamento de modo que o Segovia vai acabar indo para Roma [...]. Foi uma coisa ajustada pelo novo ministro, que deve ter realmente a sua equipe", disse Temer.

++ Temer evita falar em demissão de Segovia: 'Houve ajustamento'

Segundo fontes, Segovia só foi informado na terça-feira à noite da sua saída, quando a imprensa já noticiava o fato. No dia em que Jungmann relatou a Temer que pretendia demitir Segovia, de acordo com uma fonte do Planalto, a primeira versão dada pelo ministro era de que o então diretor-geral poderia ser adido nos Estados Unidos. Nesta quarta, no entanto, foi confirmado que Segovia irá para a Itália.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.