Nome de Bornhausen preocupa partidários de Jader

Partidários da candidatura do senador Jader Barbalho (PMDB-PA) avaliam que o senador Jorge Bornhausen (PFL-SC) seria o único nome capaz de dificultar a eleição do líder peemedebista na disputa para a presidência do Senado. A possibilidade de o presidente nacional do PFL lançar sua candidatura causou preocupação entre articuladores da campanha de Jader. "Ele pode desestabilizar Jader e criar constrangimentos até mesmo dentro do PMDB, pois é respeitado na Casa e tem trânsito no Palácio do Planalto", afirmou um interlocutor de Jader. Nas conversas que manteve nesta quarta-feira no Senado, Jader queixou-se de uma suposta "conspiração" dentro do governo contra sua candidatura. "Ainda tem gente no governo tentando outra alternativa", desabafou o líder, citando como exemplo a atuação dos ministros Pedro Parente (Casa Civil), Aloysio Nunes Ferreira (Secretaria Geral da Presidência da República) e Pimenta da Veiga (Comunicações). No caso de o PFL lançar candidato próprio contando com apoio de dissidentes do PSDB e PMDB, Jader espera a contrapartida na oposição. "Quem teria mais votos na oposição, eu ou o PFL?", perguntou aos colegas.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.