No velório, FHC diz que teria chorado junto com Lula

O ex-presidente da República, Fernando Henrique Cardoso, disse que a morte de Roberto Marinho é uma grande perda para o Brasil, como ser humano e grande empresário, mas acima de tudo "um homem de quem eu gostava muito". Questionado se chegou a se encontrar o presidente Lula, já que um chegou ao poucos minutos depois da saída do outro, disse que "não o vi. Se o visse, choraríamos juntos".O ministro da Integração Regional Ciro Gomes destacou a obra de Roberto Marinho no campo do entretenimento, da produção cultural e da informação "que se imortalizará, e com ela o nome do Doutor Roberto".

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.