No RS, Dilma Rousseff recebe Medalha do Mérito Farroupilha

Candidata foi recepcionada por integrantes de partidos que a apoiam, além de membros do PDT, que não fechou aliança com o PT no Estado

Elder Ogliari, da Agência Estado

06 Julho 2010 | 13h02

PORTO ALEGRE - A primeira atividade da candidata do PT à Presidência da República, Dilma Rousseff, nesta terça-feira, 6, em Porto Alegre, no primeiro dia de campanha, foi receber a Medalha do Mérito Farroupilha, que é concedida pela Assembleia Legislativa a pessoas que se destacam por serviços prestados à comunidade. Embora tenha nascido em Minas Gerais, foi na capital gaúcha que Dilma consolidou sua trajetória política. Cerca de 200 pessoas participaram do evento.

 

Veja página especial de Dilma Rousseff

 

No discurso, Dilma enfatizou os programas sociais como parte do governo Lula, e como parte central de seu futuro programa de governo se for eleita.

 

Dilma disse que o objetivo central é conduzir o País a ser uma sociedade de maioria de classe média. E lembrou que 69% da população já está nas classes A, B e C.

 

"Queremos um País de consumidores", reiterou a candidata petista, para repetir que foi o mercado interno aquecido que fez o Brasil sair rapidamente da crise financeira internacional no ano passado.

 

Dilma também prometeu elevar as metas do programa Minha Casa, Minha Vida, de 1 milhão para 2 milhões de residências e escolas técnicas para cidades com mais de 50 mil habitantes.

 

Ela foi recepcionada por integrantes de partidos que a apoiam, sobretudo do PT, PCdoB e PSB, além de membros do PDT, que não fechou aliança com o PT no Estado e apoia o candidato do PMDB, José Fogaça. O vice de Fogaça, Pompeo de Mattos, estava entre alguns líderes pedetistas que receberam Dilma e avisou que o partido programa um ato unitário de apoio à candidata para o final desse mês.

Mais conteúdo sobre:
RS Dilma Rousseff Farroupilha campanha

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.