No Rio, professores param por 24 horas em protesto

Os professores da rede estadual do Rio de Janeiro protestam hoje contra a política educacional do governo de Rosinha Matheus. Eles farão uma paralisação de 24 horas. Para os professores, as recentes medidas adotadas pelo governo estadual, como redução da grade curricular e a não convocação de concursados para ocupar as 26 mil vagas de professores na rede, irão prejudicar os alunos.Segundo o Sindicato Estadual dos Profissionais de Educação (Sepe), a categoria enviou uma pauta de reivindicações para o governo e para o secretário de Educação, Cláudio Mendonça, mas não houve resposta. Os professores irão se reunir às 14h, no auditório da Associação Brasileira de Imprensa, no centro da cidade, para avaliar a paralisação.Entre as principais reivindicações da categoria estão: convocação dos aprovados no concurso para rede estadual de 2001, abertura de novos concursos para professores e funcionários, incorporação da gratificação do Programa Nova escola aos pisos salariais no nível máximo, com a extinção do programa, inclusão dos professores de 40 horas no Plano de Carreira e carga horária de 30 horas de trabalho para os funcionários. As informações são da Agência Brasil.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.