No Rio, jornalistas que vão cobrir Obama são revistados

Na base aérea do Galeão, no Rio de Janeiro, os quase 100 jornalistas credenciados para cobrir a chegada do presidente norte-americano Barack Obama passaram por três tendas de revista. Uma para os equipamentos, que foram vistoriados também por cães farejadores; outra para roupa e detectores de metal, quando todos tiveram de tirar os sapatos; e mais outra para verificar bolsas e mochilas. A revista pessoal foi feita pelo exército brasileiro e a de equipamentos por policiais americanos.

LUCIANA NUNES LEAL, Agência Estado

19 de março de 2011 | 20h02

O acesso à base aérea começou às 18h, uma hora depois do que tinha sido anunciado pela embaixada dos EUA no Rio. Oficialmente, a chegada de Obama à capital fluminense estava prevista para 19h30, mas o presidente norte-americano se atrasou e só saiu de Brasília por volta das 19h.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.