No rádio, Garotinho manipula informação para criticar governo

Sem esclarecer que se referia a uma pesquisa feita em São Paulo,que acusou queda no custo de vida, o ex-governador e atual secretário de Segurança do Rio, Anthony Garotinho (PSB), utilizou seu programa de rádio para acusar o governo federal de maquiar dados sobre a inflação. Citando reportagem do jornal O Globo, que dizia que ospreços da cesta básica caíram na capital paulistana e subiram menos que antes no Rio, o socialista só leu a parte referente aos paulistas eerroneamente atribuiu o trabalho a ?técnicos do governo federal?. Olevantamento é da Fundação Procon, do governo paulista.Depois de citar os números de São Paulo, o ex-governador perguntou a ouvintes do Estado do Rio se viam essas quedas de preços nos supermercados. ?Você vai ao supermercado sempre? Essa pesquisa aqui de técnicos do governo federal que dizem que os preços da cesta básica estão caindo, o que você acha??, perguntou. ?O feijão carioquinha caiu 8%, a cebola caiu 12%, quase 13%, a batata, 6%. Você viu isso??, dizia, citando dados da pesquisa referente à capital paulistana. ?A que você atribui essa pesquisa do governo federal dizendo que a inflação está caindo e o povo não precisa se preocupar??Um personagem do programa, o ?Advogado do Povo?, fez a acusação direta. ?Não caiu coisa nenhuma. Não é verdade. Não caiu nem vai cair?. O ?advogado? acusou o governo de manipulação das informações, ao que Garotinho repetiu: ?Manipulação, né??Em nenhum momento Garotinho citou nominalmente a Fundação Procon de São Paulo. A outra pesquisa citada na reportagem, que mostrou alta menor no Rio, é da Associação dos Supermercados do Estado do Rio de Janeiro (Asserj), mas não foi mencionada pelo secretário. A enquete conduzida por Garotinho terminou, como não poderia deixar de ser, com a esmagadora maioria dizendo que os preços nos supermercados do Rio subiram: 453 ouvintes afirmaram isso, contra dois que viram queda de preços. Diante do resultado, Garotinho lembrou o ditado: ?A voz do povo é a voz de Deus?.?A pesquisa era sobre São Paulo e Rio?, insistiu o ex-secretário apóso programa, quando entrevistado pelo Estado. Diante da insistência do repórter, manteve sua opinião. ?É, mas São Paulo é mais importante mesmo, porque tem mais peso na inflação.? O programa, que teve também críticas à reforma da Previdência e aos juros altos, terminou com Garotinho chamando os ouvintes para uma passeata no próximo dia 17, do movimento ?Acorda Lula?, de protesto contra a política econômica do governo federal.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.