No PI, Serra evita comentar depoimento do delegado Onézimo Sousa

Em viagem para o 3º Encontro de Líderes do Nordeste, candidato diz que faltam investimentos na região

Luciano Coelho, de O Estado de S.Paulo

17 de junho de 2010 | 17h16

TERESINA - O presidenciável José Serra disse nesta quinta-feira,17, ao chegar na capital do Piauí que não iria comentar o depoimento do delegado Onézimo Sousa, por ter tomado conhecimento durante o voo para o Piauí. Ele disse que não vai emitir juízo de valor até analisar os fatos. O tucano ainda se esquivou de falar sobre a escolha do candidato a vice-presidente em sua chapa. Ele criticou a falta de investimentos federais no Nordeste e disse que a ferrovia Transnordestina nunca deixou de ser um projeto.

 

"Eu não vi o depoimento e só vou falar depois de ver. Não vou falar sobre isso, é muito importante comentar e não vi nada ainda, porque foi durante a viagem", afirmou José Serra, sobre o depoimento do ex-delegado. O presidenciável estava acompanhado do candidato a governador do Piauí pelo PSDB, Sílvio Mendes, e do senador Mão Santa (PSC).

 

Serra está no Piauí para participar do 3º Encontro Lideres do Nordeste, organizado pela Associação dos Jovens Empreendedores, onde vai proferir palestra.

 

O candidato disse que iria começar uma batalha importante pela presidência da República e estava feliz em reencontrar os companheiros. "O Piauí pode me considerar um amigo do Estado. Esse Estado tem um potencial enorme e não tem sido materializado. Não tem tido desenvolvimento. Falta investimento federal que estruture o desenvolvimento, abrindo caminho para o investimento privado, para gerar mais empregos", comentou Serra.

 

"Aqui tem um potencial agrícola imenso no cerrado e no semiárido, que precisa de irrigação, que tem muito pouca irrigação pelas condições existentes. É preciso expandir a produção de grãos no cerrado", acrescentou o presidenciável tucano.

 

"O Piauí precisa ter um porto. É o único estado do Brasil que tem litoral e não tem porto. Ainda é preciso ter aeroporto internacional que não tem até hoje. Aqui tem muitas coisas que precisam ser feitas. Se for feito, caminhar efetivamente, inclusive a Transnordestina que tem projeto apenas no papel. O Piauí é um estado que pode decolar. O Piauí é um estado que pode ir para frente e dar a sua população um padrão de vida e de renda bem mais elevado", assinalou José Serra.

 

A chegada de Serra causou um pequeno tumulto no aeroporto Petrônio Portella, dificultando inclusive o desembarque dos passageiros. Os seguranças impediram que qualquer jornalista se aproximasse do candidato. As perguntas mais duras, Serra simplesmente calou e saiu.

Tudo o que sabemos sobre:
Eleições2010Joséserradelegado

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.