No Paraná, Serra acusa Lula de incentivar a violência na campanha eleitoral

Rogerio Fischer, Especial para o Estado

21 de outubro de 2010 | 16h15

O candidato tucano José Serra (PSDB) acusou hoje o presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) de incentivar a violência na campanha eleitoral. Serra disse que nunca viu uma campanha com tanta mentira e classificou os adversários como `profissionais da mentira'.

 

Veja também:

linkBexigas de água e bandeira são arremessadas contra Dilma no PR

linkSerra explora tumulto no Rio em propaganda eleitoral

 

Sobre o episódio de violência sofrido pelo candidato na última quarta-feira, Serra disse que a campanha da candidata do PT, Dilma Rousseff, está preparada para intimidar. "Eles agridem com violência, mas estamos preparados para não responder a essas intimidações", disse o candidato tucano. Sobre o resultado da última pesquisa do Ibope, divulgado ontem (quarta-feira), o candidato disse que no primeiro turno os institutos, inclusive o Ibope, passaram vexame, mostrando diferenças incríveis entre os candidatos até no caso de boca de urna.

 

Serra esteve em Maringá hoje para um encontro com correligionários e prefeitos da região na Associação Cocamar. Participou de uma carreata no centro da cidade e viajou em seguida para Ponta Grossa.

Tudo o que sabemos sobre:
SerraLulaagressãoRio

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.