No lugar do arroz, pasto

Metade dos arrozais das seis fazendas localizadas na terra indígena Raposa Serra do Sol, em Roraima, será mantida pelos índios, anunciou ontem o coordenador do Conselho Indígena de Roraima (CIR), Dionito José de Sousa. A outra metade vai virar pasto para criação de boi. A reserva tem hoje um rebanho de 35 mil cabeças de gado. As sedes das fazendas e os alojamentos dos trabalhadores serão transformados em escolas. A mudança na exploração econômica da área ocorrerá tão logo o STF conclua o julgamento sobre a legalidade da demarcação da terra indígena. Enquanto a decisão definitiva não chega, os índios estão empenhados na formatação dos projetos de desenvolvimento econômico e social da área.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.