ANDRÉ DUSEK/ESTADÃO
ANDRÉ DUSEK/ESTADÃO

No Jaburu, presidente discute estratégias

Temer se reuniu neste domingo, 2, com aliados e ministros; presidente da CCJ da Câmara apresenta nesta terça-feira, 4, nome de relator

ANDRÉ BORGES e LU AIKO OTTA, O Estado de S.Paulo

02 de julho de 2017 | 23h42

BRASÍLIA - O presidente Michel Temer se reuniu neste domingo, 2, com aliados e ministros no Palácio do Jaburu para discutir a estratégia política desta semana, quando começa a contar o prazo para a defesa contra a denúncia apresentada pelo procurador-geral da República, Rodrigo Janot. Estiveram na residência de Temer os ministros Eliseu Padilha (Casa Civil) e o tucano Antonio Imbassahy (Secretaria de Governo), além de parlamentares. 

A intenção do presidente é entregar o mais rápido possível a defesa na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Câmara. Neste sábado, 1.º, ele viajou a São Paulo, onde se encontrou com o advogado Antônio Claudio Mariz de Oliveira. Aliados defendem a apresentação dos argumentos contra a denúncia por corrupção passiva até este terça-feira, 4. Seria no mesmo dia em que o presidente da CCJ, Rodrigo Pacheco (PMDB-MG), deve apresentar o nome do relator.

Pacheco tem se mostrado independente em relação ao governo, o que o levou o Palácio do Planalto a sinalizar com cargos. Temer tem até dez sessões para protocolar a defesa na Câmara. Depois, a Casa terá outras cinco para analisar o caso.

Temer tem conversado pessoalmente com deputados para tentar garantir os votos necessários contra a denúncia. Nesta segunda-feira, 3, por exemplo, o único compromisso em sua agenda é uma reunião com o deputado Jorge Tadeu Mudalen (DEM-SP), às 14h30.

Barreira. Para dificultar a identificação de quem entra e sai do Jaburu, onde Temer e sua família moram, foram enfileirados vasos de plantas em uma das laterais da estrutura coberta que liga a área de desembarque dos carros até a entrada principal do prédio. 

Com essa “barreira”, a visão ficou encoberta e dificulta imagens dos convidados.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.