No discurso, elogios para a imprensa

Em vez de fazer o tradicional discurso crítico em relação à mídia, o presidente Lula surpreendeu ontem no aniversário da Previdência Social. "É preciso parar com essa mania de dizer que, porque a imprensa deu, é porque é contra o governo, porque não gosta do governo. Se a imprensa deu e o fato aconteceu, em vez de a gente reclamar, tem de consertar", disse Lula, ao lembrar que, em 2006, as filas em agências da Previdência ganhavam as manchetes.Nos últimos meses, o presidente não poupou críticas à mídia. Queixou-se, por exemplo, do noticiário sobre os níveis de emprego. Ontem, pediu ao ministro da Previdência, José Pimentel, que desafie a imprensa a continuar fiscalizando. E, por fim, fez um mea-culpa pela promessa, de 2006, de acabar rapidamente com as filas do INSS: "O fato concreto é que não era possível em três meses e a imprensa tinha razão."

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.