Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Estadão Digital
Apenas R$99,90/ano
APENAS R$99,90/ANO APROVEITE

No DF, Agnelo diz que criará 0800 anticorrupção

O governador eleito do Distrito Federal, Agnelo Queiroz (PT), prometeu, assim que tomar posse em janeiro, criar uma secretaria de transparência, a fim de investigar as contas públicas, e instalar um 0800 anticorrupção. Ao lado de seu vice, Tadeu Filippelli (PMDB), e do senador reeleito Cristovam Buarque (PDT), Agnelo concedeu entrevista à imprensa nesta manhã.

RAFAEL MORAES MOURA, Agência Estado

01 de novembro de 2010 | 13h14

"A transparência radical ajuda. Incluiremos nos contratos um 0800, com total privacidade, de tal maneira que, se o cidadão for abordado de alguma forma que não seja de interesse público, ele pode recorrer, para isso ser investigado, preservando a sua identidade", disse Agnelo. "Você previne tanto do lado da administração quanto do lado empresarial, para que ele (empresário) não se submeta a essas práticas", acrescentou.

Segundo Agnelo, a secretaria de transparência funcionará como um instrumento rotineiro de fiscalização da administração pública. O petista também afirmou que dará prioridade à saúde pública no Distrito Federal. "Tomaremos uma série de medidas emergenciais, coordenadas diretamente por mim, para tirar a saúde da UTI e botar pelo menos de pé." Entre essas medidas, o ex-ministro dos Esportes destacou a recomposição da rede pública hospitalar e a compra de medicamentos e equipamentos.

O governador eleito espera contar com a ajuda do governo federal, que, em 2011, será comandado pela petista Dilma Rousseff (PT), eleita ontem a primeira mulher presidente do Brasil. Questionado se a vitória dele representava o fim do "rorizismo", Agnelo respondeu: "É uma pergunta difícil. É a própria população quem vai decidir isso. Se fosse por minha vontade, sim, mas não posso falar pela população."

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.