Nilton Fukuda/Estadão
Nilton Fukuda/Estadão

'Ninguém vota em traidor', diz vice-governador de SP

França também afirmou que “nenhuma cidade precisa só de gestor, mas de político bom”

Pedro Venceslau, O Estado de S.Paulo

19 Fevereiro 2018 | 14h08

SÃO PAULO - Pré-candidato ao Palácio dos Bandeirantes, o vice-governador Márcio França (PSB) exaltou a lealdade ao governador Geraldo Alckmin (PSDB) e criticou “traições escamoteadas” em discurso para aliados do PSC nesta segunda-feira, 19. "Esse negócio de traição escamoteada não dá certo. Ninguém vota em traidor", afirmou o pessebista.

+++ Márcio França começa a montar governo pós-tucano

O discurso foi feito na sede estadual do PSC, na zona oeste da Capital paulista, onde foi anunciado o apoio da sigla à pré-candidatura de França. O PSC é o quinto partido a anunciar o apoio ao projeto do vice-governador, que deve assumir o cargo em abril - quando Alckmin deve deixar o cargo para disputar a Presidência da República.

+++ Alckmin diz não haver pressa para escolha de candidato em SP

Em outro momento de sua intervenção, França ironizou o principal mote do prefeito João Doria (PSDB), que postula a vaga de candidato a governador pelo PSDB. “Nenhuma cidade precisa só de gestor, mas de político bom. Precisa de gestor com responsabilidade social”, afirmou.

O vice-governador disse que contará com o apoio de 450 prefeitos na campanha. “Quando eles acordarem, a vaca foi pro brejo.”

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.