Ninguém defende 3º mandato, diz presidente estadual do PT

Para Edinho Silva, a proposta do deputado Jackson Barreto, protocolada na Câmara, é uma 'iniciativa isolada'

GUSTAVO PORTO, Agencia Estado

28 de maio de 2009 | 17h03

O presidente estadual do PT em São Paulo, Edinho Silva, afirmou nesta quinta-feira, 28, que ninguém no partido defende o terceiro mandato para o presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Ele considerou "uma iniciativa isolada" a decisão do deputado federal Jackson Barreto (PMDB-SE) de protocolar uma Proposta de Emenda Constitucional (PEC) na Câmara prevendo que a possibilidade de que uma nova reeleição seja avaliada em um referendo.

 

Veja também:

link Deputado protocola proposta para 3º mandato de Lula

link'Será uma tramitação rotineira', diz Temer sobre PEC

"Não tem essa discussão dentro do PT, pois nunca sequer pautamos esse debate dentro do partido. É uma iniciativa isolada e você não pode querer controlar o que cada deputado faz no Congresso", disse Edinho. "Não é a linha, ninguém defende isso dentro do PT e não tem o menor sentido pautar isso no Brasil, diante da respeitabilidade internacional imensa que o presidente Lula tem."

Mais conteúdo sobre:
eleições 2010

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.