Nicolau entra com recurso no STJ contra seqüestro

A defesa do juiz aposentado Nicolau dos Santos Neto, acusado de ser o mentor do escândalo de desvio de verbas do Fórum Trabalhista de São Paulo, entrou com um recurso no Superior Tribunal de Justiça (STJ), na tentativa de suspender o seqüestro dos US$ 6,8 milhões depositados no Banco Santander em Genebra.De acordo com o STJ, os advogados contestam, por meio de agravo, decisão do Tribunal Regional Federal (TRF) da 3ª Região, que engloba São Paulo e Mato Grosso do Sul, que não permitiu o prosseguimento de um recurso denominado "especial" ao STJ, contra julgamento do TRF que havia negado o desbloqueio dos valores no fim de 2000.O seqüestro foi determinado no início de 2000 pela 1ª Vara Criminal Federal de São Paulo, por onde tramitam os principais processos sobre o caso do Fórum.Segundo dados do STJ, os advogados de Nicolau sustentam que a 1ª Vara era incompetente para decretar o bloqueio. Até o fim da tarde desta segunda, ainda não havia sido sorteado um relator para o agravo, que servirá para determinar se será admitido o prosseguimento do recurso especial.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.