Dida Sampaio/Estadão
Dida Sampaio/Estadão

'Nenhuma confusão é boa para o País', diz Alcolumbre sobre áudios de Bebianno

Presidente do Senado se isentou de acusar tanto o ex-ministro quanto o presidente Jair Bolsonaro sobre a crise

Renan Truffi, O Estado de S.Paulo

19 de fevereiro de 2019 | 17h38

BRASÍLIA - O presidente do Senado, Davi Alcolumbre (DEM-AP), evitou polemizar sobre a divulgação de áudios de uma conversa entre o presidente Jair Bolsonaro e o ex-ministro Gustavo Bebianno. Questionado sobre a repercussão do conteúdo revelado nesta tarde pela revista Veja, ele afirmou que "nenhuma confusão é boa".

"Eu não acompanhei. Isso aí é um problema, naturalmente, mas o Senado tem que deliberar sobre sua pauta. Em relação à vazamento de áudio, quem tem que responder é quem vazou. Não quero me manifestar em relação a isso porque não posso acusar nem o ministro nem o presidente da República em relação a áudios que eles trocaram numa conversa pessoal e particular. Nem tratamos deste assunto", afirmou. "Nenhuma confusão é boa, nem para o País nem pra ninguém", complementou.

Alcolumbre abordou ainda a aprovação de um requerimento que convida Bebianno a dar explicações na Comissão de Transparência, Governança, Fiscalização e Controle (CTFC) do Senado. O objetivo é que o ex-ministro da Secretaria-Geral da Presidência preste um depoimento sobre as denúncias de uso de candidaturas laranjas para desvio de recursos eleitorais.

"Soube que houve um convite para que o ex-ministro venha à comissão. Agora depende do ministro. Ele tem que decidir, não sou eu", disse Alcolumbre. 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.