Nem Serra acredita em laço entre PT e Farc, diz Lula

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva afirmou nesta sexta-feira que "nem Serra" acredita na ligação do PT com as Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc), como declarou inicialmente o vice na chapa tucana, Indio da Costa (DEM-RJ). "É bobagem", afirmou Lula, durante visita a Caetés, em Pernambuco. "As pessoas podem não gostar do PT, ter divergências com o PT, mas achar que o PT tem ligação com as Farc é não conhecer sequer a história do Foro de São Paulo, que coordenamos por mais de dez anos, e as Farc nunca tiveram participação."

ANGELA LACERDA, Agência Estado

23 Julho 2010 | 21h07

Lula afirmou que lamenta as declarações de José Serra. "Lamento. Um homem que tem o passado que Serra tem e que foi muitas vezes vítima de mentiras e leviandades esteja utilizando instrumento de que já foi vítima para atacar o PT." Sobre a disputa entre Venezuela e Colômbia, Lula disse que isso não influencia a eleição no Brasil. "O que vai influenciar é a competência dos candidatos, a proposta e o apoio." Por fim, disse que "Dilma está no ponto".

Recepção

Lula foi ovacionado em sua cidade natal, Caetés, quando disse que "se alguém perguntar qual foi o critério de Caetés, pode dizer que foi o critério Lula", em resposta ao ministro da Educação, Fernando Haddad. O ministro citava as cidades beneficiadas pelo Programa Um Computador Por Aluno quando Lula, diante da ausência da cidade natal na lista, perguntou "E Caetés?", ao que Haddad respondeu "Existem muitos critérios (para a seleção)". Esta foi a primeira vez que Lula visitou o município do agreste pernambucano desde que assumiu a Presidência, em janeiro de 2003. A última visita foi em novembro de 2002 como presidente eleito.

Lula e Haddad fizeram a entrega simbólica de 20 computadores para quatro escolas públicas urbanas de Caetés. O projeto piloto prevê a entrega de 150 mil computadores para 300 cidades brasileiras. O presidente ficou com os olhos marejados e visivelmente emocionado durante discurso de uma aluna do segundo ano do ensino médio de uma das escolas beneficiadas pelo programa. Damires Raquel Lopes disse que Lula era um exemplo vivo e a prova de que ela conseguiria ir além de seus limites.

Família e forró

Antes do lançamento do programa, Lula reuniu-se em particular com 50 parentes e familiares seus que moram na região. O encontro, que durou mais de meia hora, foi animado pelo cantador Mourinha do Forró, que Lula conheceu em 2006. Mourinha do Forró tocou repetidamente a música "O Menino que Virou Presidente", de sua autoria. Uma tia de 80 anos era o parente mais velho do presidente no encontro; uma prima em terceiro grau, de oito anos, era a mais nova entre os familiares.

Na entrada de Caetés, uma faixa com os dizeres "Caetés te ama, Lula" exaltava o presidente. Os cerca de 26 mil habitantes do municípios apoiam Lula, já que a oposição não tem muito espaço na região. A moradora Marina Vieira Pereira da Silva, de 76 anos, refere-se ao presidente como "pai Lula". "Lula, para gente, é tudo e aqui estamos com Dilma porque não queremos que Lula saia", ressaltou Maria Vicente Ferreira, de 76 anos.

Mais conteúdo sobre:
Lula Caetés José Serra PT Farc

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.