'Nem dinheiro nem título de doutor dão educação', diz Lula sobre ofensas a Dilma

Ex-presidente defende sucessora, xingada na abertura da Copa por parte da torcida na partida de estreia do Brasil, em São Paulo

Agência Estado

13 Junho 2014 | 17h23

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva disse nesta sexta-feira, 13, em Teresina (PI), que "não é nem dinheiro nem escola nem títulos de doutor que dão educação para as pessoas", ao comentar os xingamentos dirigidos à presidente Dilma Rousseff no jogo de abertura da Copa do Mundo, disputado na quinta-feira, em São Paulo. Na partida em que o Brasil venceu a Croácia por 3 a 1, parte dos torcedores que estavam na Arena Corinthians entoaram o coro: "Dilma, vai tomar no c..."

Lula não foi à partida de abertura do evento pelo qual trabalhou para ser realizado no Brasil. O petista acompanhou a partida pela televisão e disse que nunca teve "coragem" de faltar com o respeito contra um presidente da República.

"Vi uma parte da manifestação contra a presidenta Dilma e fiquei pensando que não é nem dinheiro nem escola nem títulos de doutor que dão educação para as pessoas. Educação se recebe dentro de casa”, afirmou em visita a Teresina, no Piauí, segundo nota distribuída pelo Instituto Lula. "E não era nenhum pobre. Parece que comeram até demais, estudaram até demais, porque perderam a educação e o respeito."

Lula destacou a ascensão social de uma parcela da população brasileira, o que, segundo o petista, é mal visto por parte da elite. "Eu pensava que as pessoas iam ficar felizes ao verem os pobres começaram a comer. Mas não, eles se incomodam. Eles preferiam um avião vazio, com meia dúzia de ricos."

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.