Negado mais um habeas-corpus a Rocha Mattos

Preso sob a acusação de envolvimento com o comércio de decisões judiciais investigado pela Operação Anaconda da Polícia Federal, o juiz federal João Carlos da Rocha Mattos teve hoje mais um habeas-corpus rejeitado pela Justiça. Os ministros da 2ª Turma do Supremo Tribunal Federal (STF) negaram por unanimidade o pedido do magistrado. Entre argumentos utilizados no pedido, a defesa de Rocha Mattos afirmou que a prisão do juiz era ilegal e que estaria baseada apenas no clamor popular. O relator do habeas-corpus no STF, ministro Joaquim Barbosa, citou, entre outros fatos, a apreensão de mais de US$ 500 mil na casa da ex-mulher do juiz "o que lhe possibilitaria, além de corromper autoridades e testemunhas, a tranqüila fuga do País".

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.