Navios graneleiros chocam-se no Litoral Sul

Dois navios graneleiros chocaram-se no final da madrugada de hoje perto do Farol da Solidão, a 25 milhas da praia de Quintão, no Litoral Norte do Rio Grande do Sul. O choque foi entre o navio Olympus, de Malta, com 196 metros de comprimento e 30 tripulantes, que carregava 28 mil toneladas de trigo para o porto de São Francisco do Sul (SC) e o brasileiro São Sebastião, de quase 150 metros, com um carregamento de sal de Arraial do Cabo (RJ) para Porto Alegre, com 24 tripulantes a bordo. Apesar do choque violento, não houve feridos.Conforme o capitão-tenente Jorge Ferreira da Silva, da Capitania dos Portos de Tramandaí, 120 km de Porto Alegre, na região do Litoral Norte gaúcho, não houve derramamento de óleo, o que não irá prejudicar o meio-ambiente: "Nós sobrevoamos o local do choque de helicóptero e constatamos que os prejuízos foram apenas materiais e, o que é mais importante, ninguém se machucou".Ainda segundo o capitão-tenente Silva o Olympus foi quem sofreu maiores avarias e, por isso, foi rebocado para perto do Farol de Berta, a 4 milhas de Palmares do Sul, no litoral sul gaúcho. O São Sebastião, com poucas avarias, seguiu direto para o porto de Rio Grande, a 320 km de Porto Alegre, no Litoral Sul do Estado. A Marinha deverá instaurar inquérito provavelmente a partir de amanhã para verificar as causas do acidente.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.