Natal sem Fome começa com 115 toneladas de alimentos

Na abertura da décima campanha Natal sem Fome, organizada pela Ação da Cidadania Contra a Miséria e Pela Vida, 115 toneladas de alimentos foram doadas neste domingo no Aterro do Flamengo. O lançamento teve uma mesa de um quilômetro de frutas e biscoitos distribuídos à população, depois da uma rápida solenidade em que organizadores e autoridades cantaram o Hino Nacional e soltaram bolas brancas nas pistas de lazer do parque. Vinte e oito cartazes indicavam o número de pessoas que vivem abaixo da linha da pobreza em cada um dos 27 Estados e no País. O coordenador da Ação da Cidadania, Maurício Andrade, citando dados da Fundação Getúlio Vargas, afirmou que hoje são 54 milhões de brasileiros sem condições de comer adequadamente. O coordenador lembrou que, em 1993, quando o sociólogo Herbert de Souza, o Betinho, já falecido, deu início à campanha Natal sem Fome, os miseráveis eram 32 milhões. Atualmente Daniel de Souza, filho de Betinho, é um dos coordenadores da campanha. As doações serão recolhidas em 300 pontos a serem instalados a partir desta semana na cidade. A expectativa dos organizadores é de ultrapassar as 4 mil toneladas de alimentos arrecadadas em todo o Brasil no ano passado, distribuídos para 2 milhões de pessoas. No Rio, foram mil toneladas que garantiram a ceia de Natal de 500 mil pobres. Promessa dos candidatos Do total arrecadado hoje, 5 toneladas foram de doações da população. A maior parte veio de duas empresas, uma de alimentos, Kraft Foods (60 toneladas), e outra farmacêutica, Altana Pharma (50 toneladas). A Ação da Cidadania entregou aos candidatos à Presidência da República uma proposta de erradicação da fome, através da expansão da lavoura do feijão que permitiria, em um ano, distribuir uma cota mensal para cada família que vive abaixo da linha da pobreza. "Os candidatos se comprometeram a tentar implementar. Espero que não fiquem na promessa", disse o coordenador.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.