Nascimento vira cabo eleitoral da CPMF em Vitória

O ministro dos Transportes, Alfredo Nascimento, intimou hoje, taxativamente, no palanque, em Vitória, os senadores do Espírito Santo a empenharem-se mais pela aprovação da Contribuição Provisória sobre Movimentação Financeira (CPMF) que o Senado arrasta. No helicóptero que levou o presidente Luiz Inácio Lula da Silva da capital capixaba a Colatina, no Vale do Rio Doce (ES), hoje, o petista estava acompanhado de Nascimento, que virou um grande cabo eleitoral da CPMF.São três os senadores do Estado: Renato Casagrande (PT), Gerson Camata (PMDB) e Magno Malta (PR). Casagrande e Camata foram à festa de Colatina, a 130 quilômetros da capital, e ouviram o apelo dramático do ministro dos Transportes. "Como os nossos três senadores votam favoravelmente à CPMF, eu quero pedir a eles que façam um trabalho de convencimento no Senado porque, infelizmente, a oposição, mais claramente o PFL (atual DEM), está transformando o interesse da população numa pendenga política, numa picuinha política. Nós, senadores sérios, não podemos permitir que a população pague por isso."Nascimento também convocou o governador Paulo Hartung (PMDB) a fechar aliança com Lula no embate da contribuição. O ministro sugeriu a Hartung fazer lobby junto aos outros governadores para que estes pressionem os senadores dos Estados. "O governador, que é uma liderança nacional, certamente, também vai fazer um trabalho junto aos governadores."Nascimento adotou o mesmo discurso ameaçador do ministro da Fazenda, Guido Mantega, que anunciou medidas drásticas para compensar a eventual perda do imposto. "Se essa tal de CPMF não passar, quem vai pagar a conta é a população, especialmente, a população mais pobre do nosso País", disse o ministro."Para que esse País continue a crescer e a se desenvolver, é necessário que se tenha uma boa infra-estrutura." Uma vez mais, ele instigou os senadores que vieram à Colatina com o presidente. "Nós senadores temos a obrigação de dizer à população que aquele senador que votar contra a CPMF vai estar votando contra o povo, principalmente, o povo mais simples desse País."Nascimento anunciou ter acertado com o governador do Espírito Santo e toda a bancada parlamentar capixaba uma blitz pelo tributo em Brasília, na próxima semana. "Toda a bancada unida e o governador para um esforço concentrado no sentido de convencer aqueles senadores que ainda têm dúvidas, e que são sérios, a votarem a favor da CPMF. Que Deus nos ajude e ilumine a cabeça daqueles senadores." Segundo o ministro, a CPMF não é boa para Lula nem ao governo. "CPMF é boa para a população", disse. "Pela CPMF, vamos votar. Deus abençoe vocês todos."

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.