Napoleão pede a FHC mais tempo para pagar dívida

O governador do Piauí, Hugo Napoleão, pediu hoje ao presidente Fernando Henrique Cardoso a dilatação do prazo para o pagamento da dívida de dezembro do Estado com a União. Segundo o governador, o pedido deve-se à falta de recursos, em decorrência de um saque feito nas contas do Estado de aproximadamente R$ 18 milhões, entre os dias 6 e 19 de novembro, antes de assumir o governo do Estado. Segundo o governador, sem essa dilatação de prazo ficará praticamente impossível pagar o salário dos servidores neste mês. Ele informou que está sendo feita uma auditoria para investigar o desvio desse dinheiro. "Não estou pedindo nem perdão de dívida, nem moratória. Apenas dilatação do prazo de pagamento", afirmou o governador. Segundo ele, o presidente prometeu conversar hoje com o ministro da Fazenda sobre o assunto. O governador acredita que ainda hoje terá uma resposta positiva do governo.Com relação às denúncias encaminhadas pela Procuradoria Geral da República, de que teria cometido crime eleitoral nas eleições de 1998, Hugo Napoleão disse que elas são sem fundamento. "Eu nunca utilizei recursos do erário e também nunca sofri nenhuma penalização do TRE por me beneficiar da utilização de órgãos da imprensa local na campanha", disse Napoleão, referindo-se aos crimes eleitorais cometidos pelo ex-governador Francisco de Assis Souza.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.